Como se faz um preço?

Como se faz um preço? Com lucros e salários. Mais nada. Não há notícia, na cadeira de produção, de aumento algum de salários no mundo. Os preços que existem são a resposta dos accionistas das empresas, sobretudo das grandes, que são quem fixa tudo no mercado. Chama-se lucros extraordinários. Não tem outro nome, nem outra causa. O salários dos trabalhadores da extracção de gas, dos navios, dos mecânicos, dos marinheiros, dos estivadores, dos camionistas, dos trabalhadores de supermercado que lhes vendem alimentos, dos agricultores, dos veterinários, dos professores e dos médicos de todos estes trabalhadores, nenhum salário aumentou. O que aumentou foram os lucros, e são obscenos, nas grandes corporações os lucros aumentam, como aumenta a venda de casas de luxo, carros de luxo, ouro, viagens de jets privados, vivemos uma catástrofe social. O governo e o Estado deviam pelo menos ter o bom senso de parar de dizer que não podem fazer nada – fazem, todos os dias, tudo. Fazem tudo para que nada mude e todos os que vivem do trabalho vejam o seu salário em risco e em queda livre, mantendo intocadas as rendas fixas na dívida pública e no imobiliário. Indigno. É indigno ir a um supermercado no século XXI e ver as pessoas alimentaram-se de latas de atum, óleo, massa, entrecosto, angustiadas, sem casa para viver, sem trabalhos dignos, sem forças e esperança, a estender a mão à caridade, para se “adaptarem” aos lucros de accionistas que auferem milhões de euros por ano. É isto que tem que mudar. Não vai mudar por mágica eleitoral. Só vai mudar quando as pessoas fizeram da política e da coisa pública uma necessidade e uma realidade diárias, e não uma profissão que outros “exercem” por nós.

Advertisement

3 thoughts on “Como se faz um preço?

  1. A professora Raquel Varela tão o condão de explicar o que se passa, o que se vai passar futuramente, nesta sociedade podre e corrupta…
    Obrigado e tudo de bom

  2. Isso mesmo. Para quando essa consciência? Não tem a ver com esquerda direita. Fascismo ou comunismo. Tem a ver com a sobrevivência da maioria da população mundial. Obrigado Raquel pelas suas esclarecidas e esclarecedoras ideias. Força para o combate.

  3. Your message is right. I am not young any more and I began to realise this situation, during my studies at the primary school, that explains the large differences between poors and riches along the times. In this century the situation is accelerating, thus the world (either socialist, or comunist, or social-democratic, etc, is fully controlled by big companies (e.g. pharmaceutic companies) that really establish the salaries, controlling in reality the progress (??) of the Society.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s