O Chega quer proibir o sindicalismo

Fui ler o Programa do Chega – propõe a generalização dos despedimentos sem justa causa, e a proibição do sindicalismo, o fim do SNS e da escola pública, está tudo em baixo em link. Depois de enganados pelo PS e pelo PSD, desiludidos pelo PCP e o BE, ou adormecidos pelo PAN, desistindo da humanidade, os portugueses têm este Ventura como um “tipo que diz umas verdades”. Tive a paciência de ler tudo – agradeço a parte cómica em que Ventura defende vender as escolas aos professores…ou dar – caso não possuam poupança para as comprarem…

Salazar era o braço direito do grupo CUF, Mello etc, gente que toda a vida falou de empreendedorismo e viveu na sombra do Estado, enriqueceram única e exclusivamente à custa de baixos salários em Portugal, e trabalho compulsivo nas colónias. Esse tipo de trabalho era garantido com a proibição de sindicatos decretada por Salazar. Salazar estava ameaçado de uma revolução social – a partir da Espanha revolucionária – quando apoiou o líder fascista Rolão Preto, um cão de guarda que ficava com a tarefa de chefiar uma milícia, os camisas azuis, cuja função era – oficial e oficiosamente – perseguir revolucionários ou gente que defendia os direitos do trabalho. Quando Rolão Preto fez o serviço Salazar mandou prendê-lo. Hitler fez o mesmo com as SA, a milícia de homens musculados. Primeiro usou-os para matar dirigentes políticos de esquerda, a seguir mandou matar e prender os membros das SA. Para que pudesse pôr o Estado ao serviço das empresas privadas como a Bayer, Thyssen etc, agora usando o trabalho escravo (campos de concentração) sem a oposição dos lideres revolucionários. Cumprido o serviço sujo pelas SA cadeia com eles, que as empresas têm mais que fazer, é o lucro pá e a culpa era dos comunistas – mata-se e tudo fica impecável, um país sério. Milhares de desempregados, trabalhadores puseram-se, desesperados, ao serviço dos Rolão Preto e das SA, para depois acabarem dizimados, presos, torturados pelos amos que serviram, os seus donos, que os manipularam com a suposta sinceridade da violência e de dizer “umas verdades”.

O programa do Chega tem 16 linhas sobre saúde – prevê a total privatização da saúde e da educação -, e 1 linha – não estou a brincar – é 1 linha, não é 1 página, sobre trabalho. O que diz lá? Proibir o tempo de dedicação dos dirigentes sindicais, mesmo que 1 hora por mês. Todo o tempo, ou seja, trata-se de proibir o sindicalismo em Portugal de facto. Sobre salários miseráveis, condições de trabalho miseráveis, burnout, assédio moral, má alimentação, habitação, tudo relacionado com os baixos salários, zero, está lá escrito zero. Mais à frente noutra secção pode ler-se a defesa dos despedimentos por qualquer razão, sem justa causa. Sobre trabalho há uma linha – proibir os trabalhares de se organizarem. Quem vai ser o Rolão Preto deste Ventura, que enriquecerá á conta do Estado onde, agora na Assembleia, já se instalou?

Aqui vos deixo o link, página 51 – é preciso sublinhar que os media entrevistam este Senhor como se de um político democrata se tratasse.

PS escusam de me vir com a conversa da esquerda que não actua – é verdade, a nossa esquerda é deprimente, e o que dizer de um Partido dos animais, numa altura em que as pessoas sofrem mais do que muitos animais, e o que dizer do mais importante, do PS e do PSD que, no poder, deixaram este Estado de coisas – quem isso não admite não poderá encontrar soluções. Mas mais deprimente é vir um Partido como o Chega defender a flexibilização total dos despedimentos – e em cima disso defender a proibição de os contestar. Isto é capitalismo selvagem mais ditadura, é o come e cala, numa palavra é isso o Chega. Se com os partidos actuais tantos portugueses – justamente- se sentem enganados, que dizer deste advogado bem falante Ventura que os manipula como se fosse um senhor honesto a defender a pátria, e nada mais propõe a não ser a legalização da semi-escravatura que já grassa em tantos locais de trabalho onde de facto os trabalhadores já têm medo de se organizar?

Página 51

Click to access PROGRAMA_POLÍTICO_2019_CHEGA-2.pdf

27 thoughts on “O Chega quer proibir o sindicalismo

  1. Bom dia Raquel Varela, tanta coisa em que concordamos, esta não é, seguramente, uma delas, principalmente porque, aparentemente não lemos o mesmo programa. Fim do SNS? Onde? Liberalizar a escolha do utente/doente, através de cheques-saúde, não o fim do SNS. Proibição do Sindicalismo? Onde? Sem apoios do Estado, é o que lá diz. Despedimentos sem justa causa? Mas, neste momento é necessária justa causa para despedir as pessoas? Basta extinguir o o posto de trabalho, mas , na verdade, na maior parte dos casos, basta ser criativo para não ter que o extinguir na prática.
    Ah, não sou do CHEGA, nem votei no CHEGA, não penso que alguma vez venha a votar. Mas, seja qual for o partido e por menos que ou goste de dele, tento fazer uma leitura isenta dos seus programas.
    Também não corresponde à realidade que a CUF ou os Melos fossem responsáveis pelos baixos salários no país, pois na verdade eram eles que pagavam os mais altos salários auferidos por operários e outros, neste país. E, como historiadora do trabalho que é sabe perfeitamente que isto é verdade , como é evidente, não pode comparar a sociedade de então com a atual.

    • Sim, a força do proletariado, antes do 25 assentava sobretudo na Lisnave e Setenave, a verdadeira aristocracia operária. A Raquel inventa e distorce a realidade…😎

      • Tal e qual. Ela que se informe primeiro.
        O Grupo CUF tinha os salários mais altos.

    • Apesar de ter o mesmo apelido da Raquel, nota-se que é muito mais burra que ela! Cheques-saúde? Mas agora quer o estado a dar subsídios aos privados? Ela o que faltava! Vão dar banho ao cão!

      • Se você escolher qual o hospital que se quer tratar e o estado pagar, qual é o problema? A diferença é que os privados fazem melhor gestão do que o público e com menos dinheiro têm mais capacidade de resposta às necessidades da população.

  2. Conversa de xuxalista!!! O pessoal não anda a dormir para acreditar nestas coisas… Porque não diz q somos o ÚNICO governo de esquerda socialista na europa??? Porque não diz que o 1º ministro mente TODOS os dias no parlamento??! Isso é que é informação isenta, agora distorcer palavras TODA a gente sabe, mas mentir para deixar uns boatos falsos no ar… devia ter vergonha… a não ser que seja mais uma familiar de algum socialista…

  3. A CUF, impedida pelo Regime de pagar “demais”, construía Creches, Refeitórios, Serviços de Saúde, etc para proporcionar mais contornando o problema.

  4. Bem, que atualmente no privado, 90% já são postos na rua, sem explicações e 75% não são declarados, sempre no privado, em contra partida na Função Pública 5% são precários…Vivemos num País lindo mandados por incompetentes fascistas , ditadores e corruptos…acompanhados pelos ignorantes..

  5. Tenho um exemplo, enquanto o hospital amadora sintra, foi comandado pela CUF, tinhamos aumentos, tinhamos comparticipação dos lucros e sabiamos ao que estavamos. Desde que foi para o estado estou á 12 anos sem receber um aumento, os sindicatos não fazem nada porque se fizerem ficam sem a mama. Por isso se tiver passado por um exemplo concreto fale, senão cale-se

  6. Para um historiadora, demonstra muita falta de conhecimento sobre o grupo CUF.
    Era o maior e melhor empregador do Barreiro, com sistema de saúde próprio, habitação, e até um cinema para os seus trabalhadores e familiares.
    O grupo CUF fez o que os socialistas e comunistas só apregoam.
    É claro que destruíram tudo pouco a pouco depois do 25 de Abril, pois ter uma empresa capitalista a fazer o que eles apregoam não cai bem.

    • O Chega defende a americanização de Portugal. Mas a mim não me enganam! Se têm sonhos molhados com o sistema americano, que emigrem para lá! Pode ser que adorem quando receberem a conta do hospital… Escumalha!

      • Democratas assim cultos como o M enchem-me de orgulho!
        A América tem uma longa tradição de sindicalismo, muito mais do que na esmagadora maioria dos países. E isso do “vão-se embora” não era o Passos Coelho que dizia?

  7. Estranho que uma historiadora tenha um texto com tanta falta de objectividade. Li o programa do CHEGA e não tiro essas conclusões. O que eles pretendem, é melhorar a gestão hospitalar e reduzir as facilidades que os trabalhadores têm em fazer greves nos sectores públicos…,pois é nestes que há uma laboral chantagem, bandalheira e défices crónicos, caso da CP. Acabar com os sindicatos, está fora de questão, pois são fundamentis para defenderem os interesses dos trabalhadores, nomeadamente ao nível das condições de trabalho e evitar os abusos por parte da algumas entidades trabalhadoras, especialmente quando fazem equipa com vermelhos políticos.

  8. Isso, vão branqueando a imagem desse novo Hitler e depois venham queixar-se como se queixaram do Passos que isso de cortar ordenados e feriados, e despedimentos e redução de pensões , e cortes no SNS etc eram disparates e depois…?
    Só não têm o ordenado mínimo nos 400 euros porque ele não ficou a governar pois era esse o projecto. Isso e cortar mais 600milhões às reformas e privatizar o pouco que sobrou.

  9. E porque não fala a senhora nos males do comunismo e do sociaismo pelo mundo??? Apague a luz é vá continuar o seu soninho cor de rosa e vermelho que mais quatro anos ele termina!

  10. “Depois de enganados pelo PS e pelo PSD, desiludidos pelo PCP e o BE, ou adormecidos pelo PAN, desistindo da humanidade, os portugueses têm este Ventura como um “tipo que diz umas verdades”. “.
    No fundo, a malta referida neste excerto ou caga-se para a politica e abstém-se ou procura alguém que os faça acreditar em algo, com ou sem razão; com discurso populista ou não.
    Daqui a 4 anos vamos ver o que isto vai dar…

  11. O verdadeiro objectivo do “Chega” é quase certamente pôr as pessoas a discutir (i.e. a “lutar”) e de modo exaltado umas com as outras, sobre o que acabam por ser temáticas ridículas – para distrair essas mesmas pessoas dos reais problemas sociais.

    O líder deste novo partido é uma pessoa oriunda do próprio sistema – logo, é continuar a servir os interesses desse mesmo sistema que se espera que faça este indivíduo…

    (No fundo, o mesmo papel que este desempenhava enquanto comentador da CMTV. Distrair as pessoas com debates sobre assuntos estéreis ou inconsequentes.)

  12. Estúpida. Leia, informe-se. O Grupo CUF foi o Grupo empresarial que melhor pagava aos empregados. Cala-te miúda, não sabes o que dizes.
    Ganhava-se o 14º mês que nos foi retirado pelo sindicalista Torres Couto. Esse senhor deixou a Império para se dedicar ao sindicato e passou a auferir dois ordenados. O Dr. Vasco de Mello mais tarde retirou-lhe o ordenado da Império. Esse chulo!

  13. Pingback: Multinacionais dos Call-Centers perseguem sindicalistas e militantes do MAS, em Portugal - Esquerda Online

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s