Porque sou contra a Requisição Civil

Renunciei à ADSE, uso o médico de família e os hospitais públicos. Não tenho e não acredito em seguros. Nunca entrei no Hospital da Luz, nem sei onde fica. Eu e a minha família somos do SNS. Sou totalmente a favor da greve dos enfermeiros e contra a requisição civil, um ataque à liberdade e ao direito à greve. Como profissional dediquei a minha vida a três coisas – a revolução de Abril, o Estado Social e os Direitos do Trabalho. Hoje – hoje mesmo – foi anunciado que o Novo Banco vai receber mais 1800 milhões. 25% do total do SNS. Não me interessa o Partido da Bastonária nem a origem do Sindicato – não apoio ambos. Mas todos sabemos que não é isso que está em causa. Não há uma conspiração para destruir o SNS – há um Governo que escolheu salvar bancos, deixando umas migalhas para salários. O que destrói o SNS são os baixos salários. Os mais fustigados, lembro, pela intensidade do trabalho versus salário real, são desde 2008 os médicos. Mas os enfermeiros e técnicos têm sido esmagados também nas condições laborais. A determinação hoje objectiva dos enfermeiros, pese embora os seus evidentes erros subjectivos, é o único caminho real para salvar o SNS, obrigando o Governo a deixar falir os investidores privados. Com a requisição civil o Governo salva o Novo Banco. Se não compreendem isto não perceberam nada do que se passou neste país desde 2008…