As soirées das comissões de inquérito

Já tínhamos saudades das soirées das comissões de inquérito na Assembleia da República. Desta vez foi também em zeinalbavês, mas com acento francês, o t foi substituído por um arrastado z. A Gestora Presidente, que recebe 534 mil euros ano, pagos com maternidades fechadas e outras extravagâncias nacionais, explicou no Parlamento que fez o que lhe mandam. E que nem sabe bem o que lhe mandaram: pode ser que Alexandra Reis tenha sido despedida, pode ser que tenha saído pelo seu pé – não se lembra. Ali, naquele lugar, ninguém se lembra de nada, a não ser o mordomo e o motorista – a Presidente também não. Explica, finalmente, porque chegou ali, quais as suas qualidades excepcionais, que justificam 532 mil euros ano: cortou o salário aos trabalhadores, a quem ela, cito “agradeceu o esforço”; pode devolver agora um pouco do corte, já que com os cortes que lhes fez teve “resultados positivos” que lhe permitem cortar menos…O seu trunfo foi dito com candura: recebo muito bem para cortar muito nos salários de quem já recebe mal. Eis a sua “gestão eficaz” – se conseguir tudo isto, sem estar encurralada por trabalhadores, como esteve esta semana, 7 horas, depois de uma manifestação espontânea de trabalhadores da TAP ter impedido a saída da empresa da administração, com a palavra de ordem “isto não é Versalhes”, dizia eu, se conseguir levar a bom termo o “plano de restruturação”, ou seja, mostrar que isto é mesmo Versalhes, receberá, explicou, no Parlamento, um bónus. Eu, se tivesse um milímetro do cinismo demonstrado hoje pela Presidente da TAP na AR ia mais longe, devolvia uma parte do corte aos trabalhadores, chamava-lhe aumento, e juntava uma caixa de brioches da Padaria Portuguesa com um chocolate “Merci”.

Advertisement

2 thoughts on “As soirées das comissões de inquérito

  1. Muito bem, Drª Raquel! Na “muche”! Só mesmo com uma boa dose de sentido de humor para aguentar com esta bizarria de descaramentos e cinismos de CEOs como esta bijuteria barata da TAP, a fazer-se cara como se fosse uma joia genuína e preciosa! Como diz o Ricardo Araújo Pereira “Isto é gozar com quem trabalha!”

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s