Ideias para uma Política de Esquerda

Romper com o assistencialismo e defender abertamente o direito ao trabalho como direito humano. Ter trabalho é fundamental, ninguém deve ser obrigado a viver de subsídios. O trabalho organiza toda a vida do ponto de vista da nossa autonomia e dignidade, da nossa humanização.

Defender a redução do horário de trabalho sem redução salarial, paga com os lucros das inovações tecnológicas.

Eliminar os trabalhos penosos progressivamente e fazer de todos os trabalhos progressivamente criativos e autónomos.

Reduzir a idade da reforma para 60 anos, voluntária sem penalizações. A produtividade subiu 500% desde 1960, porque estamos a trabalhar mais? Para quem?

Acabar com o trabalho nocturno, que mata, e deixar só em profissões de emergência – nestes casos pagar muito bem e reduzir o tempo de reforma.

Garantir que as pessoas quando vão ao SNS não esperam, não pagam nada (porque já pagam em impostos) e são tratados com carinho.

Educação de qualidade para todos: todas as crianças devem ter direito a um jardim na escola, e aprender um instrumento musical e fazer teatro, saber latim, filosofia, etc.

Defender o Estado Social, para todos com a mesma qualidade e sempre totalmente gratuito, e acabar com o Estado assistencial (taxas moderadores, subsídios etc)

Acabar com empresas subsídio dependentes de nós, portugueses. Isenções fiscais, layofs, perdões fiscais….Impostos são para infra-estruturas comuns (bens públicos) e Estado Social, não podem ser subsídios indirectos ao lucro.

Subir os salários garante a sustentabilidade da segurança social, que não depende da demografia mas dos salários – quems e reforma com 2000 euros não pode ser sustentado por quem entra a ganhar 500 euros.

Acabar com taxas e taxinhas – pagamos impostos, não devemos pagar – um euro que seja – por serviços públicos. É indecente pagarmos qualquer tipo de taxa num serviço público.

Auditar a dívida pública, perceber nela o que é público, suspender todo o pagamento do que é privado.

Perceber que o tempo que vivemos é do pós modernismo presentista, não há futuro, há resignação ideológica; romper com isto é defender uma sociedade transformada e um projecto futuro para a transformar – é fazer a história regressar à política. Defender tudo. Sair do quase, do pouco, do mal menor. Sair do medo, criar esperança.

11 thoughts on “Ideias para uma Política de Esquerda

  1. A Raquel tem toda a razão e as suas propostas são essenciais, mas para tanto falta uma ferramenta crucial. A esquerda tem de se unir num projecto comum. Bastaria isso para ocupar o poder. Não o fazem porque não querem. Preferem manter o status quo para ficarem bem na foto do situacionismo e o PC é campeão nesta estratégia. Porque será?????

  2. Eu não acredito nesta sociedade, e não vai lá com alianças, da dita esquerda!!! Têm que haver um partido no parlamento em quem confiar, e ser “voz” de denúncia contra os “jogos de poder”!
    Por uma uma revolução marxista!

  3. O que descreve é absolutamente central, é o princípio da dignidade.
    A sua precisão e capacidade analítica fazem de si uma pessoa muito particular, devia estender a sua capacidade de influência.

  4. Como é que nos vamos unir enquanto Esquerda se a cultura de esquerda foi ocupada pelos pós-modernistas e pós-estruturalistas!? Uma reflexão que deixo após relembrar as palavras do marxista brasileiro João Paulo Neto.

  5. Pingback: Ideias para uma Política de Esquerda – Museu Educação Diversidade

  6. Drª Raquel Varela, obrigada pelo serviço público que presta a todos os Portugueses que se revêem nas suas preocupações e ideias. Tem todo o meu apoio. Estas ideias são um verdadeiro programa político, que deveria ser apresentado ao Parlamento como o a expressão real da vontade do povo, aquele de quem a elite política deveria aproximar-se, para o ouvir e dar-lhe voz, e para o qual deveriam trabalhar. Se essas ideias fossem uma petição, por exemplo, eu seria uma das assinantes da mesma.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s