4 thoughts on “Vacinação e debate científico

  1. Irrepreensível, é o que me apraz dizer.
    E como combater o fenómeno do Obscurantismo (significado figurativo de oposição sistemática ao desenvolvimento do conhecimento, do esclarecimento, da instrução ou do progresso)? Não sei.

    Lembro-me da frase que a Dr.ª Helena Damião escreveu, cito, “Contrapor argumentos de princípio e científicos a dogmas políticos e ideológicos implica sempre um grande esforço, que é proporcional à sua inutilidade”.

    “obscurantismo”, in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/obscurantismo [consultado em 15-12-2021].

  2. Neste programa assisti a algo absolutamente perturbador, a Raquel de uma forma consciente e razoável expôs os seus pontos e as suas posições, os restantes comentadores pura e simplesmente ignoraram o que disse e responderam ás suas intervenções com considerações despropositadas que nem de forma mais abstrata se podem considerar um contraponto ao que tinha acabado de dizer, uma autêntica loucura, um programa de opinião que não permite o debate e a conversa é propaganda.

  3. Rapidamente se juntam todos os políticos para debate… isto em política e
    durante estes últimos anos nenhuma celeridade foi colocada para juntar médicos de diferentes visões e abordagens de forma a resolver este rapidamente este cenário.

    Ambas as partes negacionistas (uma ou outra) cresciam em debate, levantando pontos de vistas e abordagens diferentes de forma a solucionar a situação. Houve interesses como na gripe Suína em 2009? (isto segundo o parlamento Europeu).

    Seguem alguns tópicos oficiais, interessantes para abordar:
    https://raquelcardeiravarela.wordpress.com/2021/12/09/vacinacao-de-jovens-e-o-portugal-real/#comment-19715

    … adicionalmente algumas questões:
    https://raquelcardeiravarela.wordpress.com/2021/12/09/por-eduardo-rego-matematico-prof-aposentado-da-f-porto/#comment-19719
    +
    – Os produtos para inocular as crianças são novos, também são experimentais?
    -Se o vírus faz mutações, os testes detectam qual mutação?
    -A prescrição médica da vacina é obrigatória segundo o INFOMED. Existe desrespeito dos protocolos, procedimentos, lei e/ou regras pela ausência de prescrição ?
    – Porque é que existem mais eventos adversos relacionados com a doença da moda comparativamente as outras vacinas (dados de 1988 até 2021, VAERS)?
    – Porque é que os fabricantes mencionam no folheto informativo das vacinas que a vacina pode não proteger as pessoas ? Exemplo, Fonte EMA: “Tal como acontece com todas as vacinas, vacinação com Vaxzevria pode não proteger todos os destinatários da vacina.”
    – Porque é que existem variantes causadas pela Vacina ? Exemplo cVDPV2.
    – Foram adicionados os seguintes riscos na avaliação risco/benefício das vacinas? ou só foi a resposta imunitária ?
    * Erros na fabricação;
    * Contaminação do produto final (já foi verificado é um ponto a melhorar, existe muita contaminação);
    * Adjuvantes, preservativos, estabilizadores e outros componentes que possam causar risco de reações adversas;
    * Administração incorrecta e problemas relacionados;
    * Falha na vacinação deixando de produzir os efeitos desejados;
    * Produto defeitoso;
    * Criação de variantes mais resistentes derivadas da vacinação.
    – É verdade que adicionando algo mais a um sistema, vai tornar o sistema mais complexo ? Poderá aumentar o Risco ?
    – É verdade que uma pessoa imunodeprimida pode estar em risco ao ser vacinada? Pode ter dificuldade a criar defesas e o sistema imunitário ficar “aflito” ou mesmo comprometido ?

    Acrescento mais uma referência nacional (INSA)… e fresquinha…
    Vigilância Laboratorial.
    “Na semana 49/2021, não foram detetados casos positivos para gripe, ou SARS-CoV-2.”
    Gravidade:
    “Na semana 49/2021, não foi reportado qualquer caso de gripe pelas 19 UCI que enviaram
    informação.”
    Impacto:
    “Mortalidade por todas as causas dentro do esperado para esta época do ano.”
    Fonte:

    Click to access S49_2021.pdf

    Nota:
    Atenção que se está a acrescentar dívida ao Povo Português desnecessariamente, “oferecendo” mais um reforço a faixas etárias onde o risco é despiciendo e outras partes da população saudável e com baixo risco. Todo o Povo vai pagar, esta “oferenda”, através de vários instrumentos financeiros.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s