TEMPOS MODERNOS, JORNADAS ANTIGAS

Porque o horário de trabalho tem subido cada vez mais, porque chegámos aqui, e como podemos reverter esta situação? Trabalhar menos para que todos trabalhem, e todos poderão trabalhar menos – para as tarefas socialmente necessárias.A Casa – Associação de Defesa dos Direitos Laborais e Culturais de quem vive do trabalho em Portugal – traduziu um artigo do professor Pietro Basso, esperamos que seja útil aos sindicatos e organismos de defesa dos trabalhadores.

 nova publicação 

TEMPOS MODERNOS, JORNADAS ANTIGAS[1]

2 thoughts on “TEMPOS MODERNOS, JORNADAS ANTIGAS

  1. Estranhamente, o artigo passa ao lado de um dos maiores problemas laborais da actualidade, a generalização não apenas do subemprego, mas sobretudo do não-emprego. Os trabalhadores deixam legalmente de o ser para passar a empresários de si próprios, colaboradores, etc. As start-ups pululam. As faculdades de economia apostam nesse filão onde os trabalhadores passam a patrões de si próprios, sem horário, sem vencimento, sem segurança, sem direitos, sem reforma, sem nada, numa corrida competitiva de todos contra todos. A empresa lava daí as mãos e ainda exige que seja o trabalhador a pagar do seu bolso todos os instrumentos de trabalho. Os exércitos de entregadores têm de pagar as suas motas, seguros, GPS, malas, capacete. A Uber e similares limitam-se a facturar. E, como sempre, as grandes centrais sindicais, preferem assobiar para o lado.
    Porque será?

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s