Motoristas escoltados pelo Exército

Os motoristas são escoltados pelo Exército para cumprir uma inconstitucionalidade flagrante que os impede de exercer a greve. Que fique claro, jamais apoiaria um sindicato que deixasse uma ambulância sem gasolina, tudo o resto porém é inaceitável. Os serviços mínimos nos voos da TAP são para aviões médicos, e para ilhas sem alternativa; nos portos para animais vivos, por exemplo. Na CP, ou nas escolas, ou no Metro, não deve haver lugar algum a serviços mínimos. Não pode haver transporte de combustíveis que não seja para emergências e é vergonhoso colocarem o exército a fazer este papel de garante da ilegalidade e da inconstitucionalidade. Não pode haver lugar a serviços em greve que não sejam para assegurar a vida em risco e emergências, aliás claramente definidas por lei. Tudo o resto é boicote à greve, é ilegal. É imoral. Se este Governo fosse do Passos Coelho a CGTP já tinha chamado uma greve geral. Agora fica atónita a fazer comunicados sem reacção substantiva. Acham que é assim que vão defender os associados, o futuro da central sindical e o futuro das relações laborais dignas em Portugal?

1 thought on “Motoristas escoltados pelo Exército

  1. Os grevistas, e os patrões têm o direito de prejudicar milhões de pessoas porque não se entendem ? Seria justo deixar correr livremente esta greve ? Tudo tem limites !

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s