A “beleza da pobreza” versus a felicidade da revolução dos cravos

Olhem com atenção para esta imagem.

Concebemos esta exposição dando lugar de destaque à luta das comissões de moradores e trabalhadores contra as barracas. A questão chave da habitação, hoje um dos temas centrais no país, tem aqui o olhar dos que em 1974-1975 com martelos e outros instrumentos, alguns dos quais – usados na altura e recuperados por nós para a exposição – foram a forma da destruição das barracas e da construção de uma nova casa. Foi também uma forma de contestarmos hoje a política multicultural que fala de uma cultura própria das barracas, favelas e bairros sociais, embelezando a pobreza, quando na altura o que se queria era destruir a barraca (e não procurar cultura onde só se expande a miséria). Cultura era na revolução destruir a barraca, erguer a casa e construir um teatro. Isso não foi ficção, foi assim em 1974-1975, pela mão dos mais pobres, muitos deles ainda estão vivos, e os seus testemunhos estão filmados também na Exposição.

A autoria é do Pedro Páscoa na Exposição que realizámos juntos para celebrar o aniversário do 25 de Abril.
54437215_10157050934614431_6177989994901143552_n

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s