Contra Bolsonaro

Hora de elogios. A capa e o editorial do Expresso contra Bolsonaro. Eu sei, fizemos o 25 de Abril, seremos o último país a ter um Bolsonaro porque fomos o último a fazer uma revolução para derrotar o fascismo. Estão ainda vivos os que derrotaram a ditadura naquele dia que os mudou para sempre. Não, não assinámos pactos de amnistia a torturadores, expulsámos de Lisboa e depois da Madeira Caetano e Thomaz, sob o cartaz “não somos caixote de lixo”, fizemo-lo com métodos revolucionários, uma festa, a maior revolução do pós 45 na Europa e uma das maiores do mundo. Não temos ditadores a repousar tranquilos em estátuas de silêncio. Tudo isto justifica e pressiona a capa do Expresso, semanário liberal. Mas alegrou-me. Digamos que é o mínimo de dignidade para viver na terra. Parabéns, sinceros.

mw-860

1 thought on “Contra Bolsonaro

  1. «Expresso, semanário liberal»

    Errado. Muito errado. É exactamente o contrário.

    O Expresso, sim, é que pode ser considerado fascista.

    O Expresso é pertença de Francisco Pinto Balsemão – até recentemente um membro do comité de liderança do Clube Bilderberg, criado em parte pelo que restou de movimento nazi na Europa, para pôr em prática um “IV Reich” (i.e. a União Europeia em que vivemos). Balsemão este, que até mandou censurar, em Portugal, um livro sobre este Clube: h*tps://fotos.web.sapo.io/i/o41140ea4/17596647_i1zW0.jpeg

    Um dos principais fundadores do Clube Bilderberg foi o príncipe Bernardo dos Países Baixos, que foi membro das SS de Hitler e que – no final da Segunda Guerra, enquanto director das linhas aéreas neerlandesas – ajudou nazis a fugir para a Argentina.

    O mesmo país para onde a imprensa local diz que foi também evacuado o ouro nazi – e de onde (de acordo com um credível e muito conhecido agente dos serviços secretos russos, autor até de documentários televisivos) regressou depois tal ouro para a Europa, na década de 50, para fundar o Clube Bilderberg.

    (Fontes para as minhas afirmações, aqui: h*tps://blackfernando.blogs.sapo.pt/a-uniao-europeia-e-em-boa-parte-a-131523)

    Clube Bilderberg este, que claramente domina quase todos os governos da União Europeia – e é quem decide salvar bancos privados com dinheiros públicos, subir os impostos, instituir as PPP que servem para roubar o povo etc – isto sim, políticas que podem ser claramente consideradas fascistas.

    O Bolsonaro é que é um liberal, de direita clássica – e não um fascista. Pois, quer uma economia de (verdadeiro) mercado livre, com pouca intervenção estatal.

    Quer também armar a população, para que esta se possa defender. E, se fosse fascista, que sentido faria armar a população, ao permitir isto também que esta mesma população se possa eventualmente defender do próprio Estado, caso o último se torne abusivo? (Pensam que, se tivessem as pessoas na Alemanha nazi direito a possuir armas teriam ido todas, que nem cordeiros, para os campos de concentração?)

    Bolsonaro é um autoritário, sim. E, o autoritarismo não é exclusivo de qualquer campo político. Podendo estar presente tanto na esquerda estalinista, no centro fascista, ou nesta direita liberal.

    Se diz ele bem de certos aspectos da ditadura brasileira, isso não faz dele um ditador ou um fascista. Pois, até eu conheço pessoalmente oficiais militares de Abril que, ainda hoje, dizem bem de muito do que o Salazar fez – e não é por isso que deixaram de fazer o 25 de Abril e de derrubar o Fascismo.

    O que interessa e o que define uma pessoa, é o que ela faz, não o que ela diz. E, o homem ainda nem sequer fez nada, para além de declarações politicamente incorrectas. No entanto, já é fascista e sei lá mais o quê. E, quase tudo mais de negativo que dizem sobre ele são conclusões abusivas, tiradas de citações fora do contexto, ou de outras que ele já corrigiu.

    (Atenção: Eu não sou um apoiante dele, pois sou adepto de outro campo político. E, sei que, apesar de tudo, possui Bolsonaro vários sérios defeitos e ideias potencialmente perigosas. Apenas, não minto – ou engulo mentiras – sobre os meus adversários políticos.)

    Perante tamanha desinformação, da parte dos média de massas – como o mencionado papel higiénico da marca Expresso – o homem até já se viu forçado a vir garantir, perante todos, que irá respeitar a Constituição e a Democracia.

    Mas, para quem tem como missão andar a mentir sobre quem não lhe obedece (grandes interesses financeiros ocidentais, verdadeiramente fascistas, que detêm os média de massas) isto não interessa. O homem é fascista, misógino, racista, dito “xenófobo” e tudo mais que é mau. E, já agora, ele não está a sofrer as consequências de ter levado uma facada – mas sim, está a fingir que está doente: h*tps://www.youtube.com/watch?v=vbQ0I8YIsFo#t=1m56s

    Sinceramente e com respeito, Dr.ª Varela: Da parte de alguém que se assume como “anti-sistema”, o estar a considerar um dos principais órgãos de propaganda desse mesmo sistema como credível, é indicativo de que alguma coisa de muito errada se passa consigo.

    (Preciso eu de elaborar sequer sobre o quão mentirosos, distorcedores e muito omissores são os média de massas, ao serviço do grande capital? O que antigamente era chamado de “imprensa burguesa” nunca deixou de existir…)

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s