Amor e foie gras

Acabou de chegar o meu IRS. Estou a fazer as contas a quantas garrafas de Moet Chandon paguei e não bebi. O valor não foi para os professores dos meus filhos nem para os médicos dos meus pais, mas para a nação. O meu amor à nação é tanto que sinto o gosto frutado das framboesas e o toque de canela do champanhe que Mexia e Salgado estão agora a beber de entrada, ao almoço, acompanhado de foie gras. Com o meu dinheiro. É preciso saber viver com amor a felicidade dos outros.

Advertisement

2 thoughts on “Amor e foie gras

  1. Também fui convidado para a festa: o ano passado reembolsaram-me 250€; este ano, com as mesmas “entradas e aperitivos”, vou pagar 500€. Aposentado não merce mais…

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s