Breve História da Europa

O meu novo livro Breve História da Europa chega esta semana às bancas. Foi na Europa, por europeus e contra, sobretudo, europeus que o maior genocídio da humanidade foi cometido, 80 milhões de mortos na Segunda Guerra. E foi na Europa que a mais avançada resistência social foi organizada desde a emergência dos sindicatos e partidos de trabalhadores no início do século até à Resistência ao nazismo ou a revolução na Hungria, para citar dois exemplos dos vários que percorremos neste livro.
A obra será apresentada pelo escritor e historiador Carlos Matos Gomes. Um dos mais irrequietos e críticos entre os intelectuais do país, o Carlos MG foi também um dos capitães de Abril.
Este livro começou com uma disciplina que leccionei no Brasil na UFF há alguns anos de História Social da Europa. Um obrigada a todos os alunos e colegas que me ajudaram a pensar a Europa. Não é um obrigada diplomático, foram alunos excepcionais em aulas com vista sobre o Corcovado que desafiaram-me com questões que tentei verter nestas páginas para todos. Pensei este livro para que pudesse ser lido por eles, pelos meus colegas, mas também pelo público em geral, pelos trabalhadores manuais e intelectuais dentro e fora da Europa que querem compreender esta parte da nossa história comum.
Convido os meus queridos amigos que seguem esta página, não podendo dirigir-me cada um de vós, para se juntarem a nós.
Dia 2 de Junho às 18 horas no Pavilhão da Porto Editora Autores que Nos Unem.
Um obrigada ao meu amor Roberto Della Santa, e aos meus editores Eduardo Boavida e Bárbara Soares, incansáveis.
O livro é dedicado aos meus pais, dois apaixonados pela Europa e que nos deixaram isso nas viagens fora de rota, de carro, que fizeram connosco pelo Continente e onde sempre nos ensinaram que não existe uma Europa única, não existem só «esses terríveis genocidas europeus« como hoje adora o nacionalismo periférico nem «esses valores universais europeus» como insiste um saudoso imperialismo. Na Europa há de tudo, em viagem eu e o meu irmão fomos ensinados «aqui foi a Batalha do Ebro, os bravos republicanos…ali os nazis, esses ca%&#…». Eu ainda não sabia escrever bem e já conhecia a reprodução da Guernica, que ainda hoje ocupa um lugar cimeiro nas paredes da nossa casa; tínhamos os romancistas da resistência francesa nas estantes e quando a minha mãe voltou de estudar da Dinamarca nos anos 80, mestrado creio, institui o pequeno-almoço germânico, que ficou para sempre nosso. Dos glaciares de Chamonix às províncias áridas da Espanha profunda, da França camponesa à Suiça da Heidi, a Europa na minha casa já era um lugar que desejávamos unido, justo e em paz. Foram os meus pais, na sua infinita curiosidade e amor genuíno a conhecer os outros, os primeiros historiadores da minha vida.

Advertisement

7 thoughts on “Breve História da Europa

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s