Celebrar o 8 de Março

Consta que as mulheres não conseguem aceder aos lugares de topo das empresas, dizem os relatórios sucessivamente. A minha marca de roupa favorita enviou-me hoje um desconto para eu “celebrar ser mulher”. Confesso que é o meu grande ponto fraco, só compro roupa ali. Quando fechou o outlet da mesma fui lá no último dia e encontrei-me com várias mulheres – abraçámos-nos chorosas, sem nunca nos termos visto. Porque ia fechar. Porventura por a loja ser italiana o dia teve contornos do melhor cinema que aquele país fez no pós guerra – a cena era hilariante: houve abraços, lamentos, medo do Apocalipse, anúncio do fim do mundo (iríamos andar nuas daqui para a frente?!), despedidas sentidas das empregadas, que todas conhecíamos pelo nome.
Passa-se que não é a nossa roupa que permite celebrar a vida, ou ser mulher. A nossa relação, feliz, com os homens na família, no trabalho, na vida, dependeu de muitos factores mas o principal foi a independência económica. Auto determinação.
Sem salários iguais não há igualdade. Igualdade significa todos termos acesso a um salário decente, que nos permite ter qualidade de vida e segurança para projectar o futuro.Por isso mesmo eu não quero ser a gestora poderosa de uma empresa. Acredito que a gestão democrática e consensual, ainda que com hierarquias democraticamente determinadas, é melhor para a nossa produção colectiva do que a mão pesada do poder concentrado. E também porque um cargo onde alguém ganha 40, 50, 100, 1000 vezes mais do que o seu mais próximo subordinado não é motivo de orgulho nem de uma sociedade mais igual. É sintoma de uma sociedade doente e resignada.
Hoje é o dia para junto com os homens que amamos, de quem somos mães, mulheres, filhas, colegas, celebrar a igualdade e não o acesso ao poder anti-democrático da riqueza, dos lugares de topo do Estado.
Não viemos da costela, é bom insistir, mas também não chegámos para esmagar ninguém. Temos responsabilidade de lutar por uma sociedade mais igual para homens e mulheres e não de usar a nossa condição em média subordinada para tentar impor um modelo que só reproduz o que de pior há nas nossas sociedades. Feliz dia 8 de Março.

2 thoughts on “Celebrar o 8 de Março

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s