O Camarada Tulaev

Um dos livros que li este ano, um dos melhores de sempre.
O romance do Termidor Estalinista escrito não por um liberal com a visão distorcida e errónea da teoria do totalitarismo mas pela pena de um revolucionário, com uma precisão histórica de um bisturi. Só uma nota correctiva à descrição da editora – Serge não era um anarquista, começou por sê-lo, aderiu depois ao trotskismo, à Oposição de Esquerda. Era na verdade uma figura comum na história – um anarco-trotskista. Aliás, é dele a melhor análise sobre o levantamento de Kronstad. Imperdível este livro.
«Na noite gélida de Moscovo, o Camarada Tulaev, um alto funcionário governamental, é abatido a tiro em plena rua. Nesta visão panorâmica do grande terror das purgas estalinistas, a investigação policial que se segue alarga-se a todo o mundo desvendando redes inteiras de suspeitos unidos pelo simples facto de serem inocentes – pelo menos da morte em causa. Inquestionavelmente a melhor obra de ficção escrita sobre um dos momentos mais negros da história do século XX, não se limita a ser a história de um estado totalitário. Marcado pelo profundo sentido humano do autor Victor Serge, o lendário anarquista e exilado político, é um notável clássico da literatura mundial, uma história de risco, aventura e nobreza inesperada capaz de ombrear com o melhor de Hemingway ou Malraux.
«Aquilo que realmente surpreende quem lê hoje Victor Serge está muito para lá do enquadramento político a que muitos leitores cronologicamente mais próximos reduziam a sua obra. Aquilo que surpreende hoje é que seja possível ter escrito obras de tão enorme e inegável talento para apenas ser lido como um autor ‘político’.»Susan Sontag
«Um dos maiores romances russos do século XX.»Nicholas Lezard in The Guardian
«O brilhantismo deste romance é absolutamente inegável.»The Times
«Uma obra embebida em misticismo; um livro que almeja o cosmos como se Serge se voltasse para a eternidade do próprio universo para evitar o absoluto desespero que via à sua volta.»Matthew Price in Bookforum
«Que ninguém duvide da importância de Serge hoje. Uma voz que se ergueu contra o crime e a enorme desumanidade de um regime e que foi sendo calada por tremendas injustiças, é hoje lembrada pelo seu talento literário, ganha novo ânimo e chega a patamares onde nunca teria sido ouvida noutras eras.»Christopher Hitchens in The Atlantic Monthly
 https://www.fnac.pt/O-Caso-do-Camarada-Tulaev-Victor-Serge/a977665

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s