Lisenko no Ocidente, quando a ciência é ideologia de Estado

Esta semana expressei publicamente a minha preocupação com uma realidade que conheço de perto – a pressão exercida sobre cientistas sérios para que adoptem a tese do aquecimento global ou não têm financiamento em projectos. Aquilo que era uma preocupação revelou-se algo muito mais sério. Do que escrevi um grupo de gente educada, com formação, deixou aqui comentários em debate. Reagiu um grupo porém com o já usual insulto, a desonestidade (eu teria dito que o aquecimento global era uma mentira) e rapidamente começaram a discutir não o tema mas o tema – a minha pessoa (origem social, posições públicas, lugar de nascimento, supostas inclinações políticas, que iriam desde a esquerda ao Trump, houve opiniões para tudo). Uma tentativa de desmoralizar o adversário – o argumentum ad hominem -, em que tentamos não dialogar e contradizer ideias com argumentos mas colocando em causa a própria pessoa. Não é raro isso acontecer, é aliás norma na nossa sociedade porque vigora o princípio de que os meios (calúnia, rudeza, insulto, manipulação de ideias) justificam os fins (defesa de um bem, moral ou material, ideal). Quem segue o meu mural saberá que tal não me assusta. Não tenho medo de ficar em minoria num debate, e o insulto é algo que só fica mal a quem o produz, chá e sconnes à hora certa, são um antídoto. Mas, como sabem, há muita gente que perante uma discussão com insultos se afasta, agredida, em geral muito boa gente, sobrando uma minoria de gente com raiva, com muita força para insultar, que, como os outros se afastam, até parece a maioria. Como se todos os cantores clássicos se calassem e só os computadores de tecno se escutassem.
Publicaram aqui, junto ao insulto, umas 100 vezes, um link que dizia que 97% dos cientistas tinha aderido ao consenso. Quando confrontados com o link do estudo original que li e publiquei – e que conclui que são 97% em 34%, já que 66% se recusaram a tomar posição – ficaram na sua maioria em silêncio.
Lysenko foi na URSS de Estaline a única voz autorizada na biologia, que passou a ser uma ideologia de Estado, na base da qual se tomavam decisões políticas. É na base do mais superficial racismo, misturado com criacionismo bíblico que Trump irá construir muros. Tivemos uma amostra esta semana de que não estamos a salvo, nas democracias ocidentais, do espírito obscurantista e dogmático que faz dos programas políticos um dogma a impor aos cientistas.
Amanhã é dia de lutarmos por um planeta decente -não precisamos para isso de consensos sobre a pesquisa científica -com uma mudança radical na relação cidade/campo; medidas para o insustentável crescimento populacional; crítica radical ao transporte individual, suprimindo os subsídios que estes recebem; penalização drástica da produção massiva de alimentos com químicos; fim dos impostos energéticos que expropriam os nossos salários, há 20 anos a financiar a reconversão de multinacionais. Mas, ao mesmo tempo, com o mesmo empenho, lutar contra a mordaça que quem grita muito tenta impor, os senhores e senhoras que todos os dias fazem uma fogueira de bruxas e duendes para espantar os seus próprios medos, e insistem em fazer da ciência uma ideologia de Estado, ou de Estados (ONU).
Advertisements

One thought on “Lisenko no Ocidente, quando a ciência é ideologia de Estado

  1. O problema das preocupações que bem se expressam neste mural transpiram um sintoma comum a muitos cidadãos esclarecidos sobre a realidade actual…ou parte dela, pois esta também pode ser vista por várias perspectivas e de acordo com o contexto. Acredito que o sistema de poder tem de ser profundamente alterado, pois foi usurpado por uma aliança constituída pela elite financeira e política que urge combater, de modo a que o poder seja devolvido aos cidadãos. Os movimentos sociais são certamente uma das forças que mais pode contribuir para a democratização plena da sociedade, libertando-a da intriga política, corrupção e esbanjamento dos dinheiros públicos.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s