Transmissão em directo às 17

Transmissão em directo às 17

http://www.omsul.pt/tabid/255/Default.aspx

Advertisements

One thought on “Transmissão em directo às 17

  1. Raquel explique-me uma coisa, você que é professora: quem é professor não deveria ter a capacidade de ensinar sem a papinha toda feita, isto é, sem cábulas? Afinal os professores denfendem (e é proibido por lei) as cábulas mas os professores, com a obrigação das editoras, são obrigados a cabular.

    Refiro-me aos manuais escolares. Eu entendo de informática, imagino alguém dizer-me que para ensinar excel teria de seguir o livro X ao invés de ser eu a criar o meu próprio material focado no que acredito também ser a pedagogia. Não iria aceitar. Nunca usaria esses manuais.

    Ia-me sentir mal estar numa sala de aula obrigado a seguir um livro, afinal de contas qual era afinal o meu papel? Imagine todas as turmas do País a estudar pelos mesmos manuais. Não lhe parece uma fabrica?

    Vamos focar o assunto para não nos dispersarmos. Parece-lhe bem? E não estou a falar da questão da corupção dos manuais escolares.

    O ministério da educação não deveria mandar para as escolas as linhas gerais, e a partir dai as escolas em conjunto com os professores criavam as matérias. Os manuais não fazem qualquer sentido, desculpe-me a franqueza. Fazem para autoditatas. Para mim que quero aprender inglês em casa sem professor. Estando um professor em aula é absurdo exigir a alunos que comprem o trabalho que deveria ser do professor. O professor levaria material, hoje temos os projetores, os ecrãs, tanta coisa para usar na aula para todos. Na minha universidade tinhamos uma plataforma, o moodle, onde os professores enviavam documentos.

    Se de facto os manuais acrescentassem o saber, mas não acrescentam. Fizeram sentido num tempo de escases. Hoje não fazem mais sentido, só como livros de apoio para estudo em casa.

    Lembro-me de muitas situações nas aulas com os professores a tentarem entender o que está no manual. É ridiculo!

    Os manuais diminuem e reprimem o professor na medida que os retira do papel de ensinar, de desenvolver material para as aulas. Gostava de ver o ministério da educação investir nos professores no requisito de pedagogia, de os levar a preparar aulas ao invés de os usar para outras funções que nada tem a ver com a sua profissão. É por isso que a classe dos professores nunca está bem: à sempre problemas com as colocações, baixos salários, etc. Porque são vistos pelo ministéiro como pessoas que cabulam nos manuais, que não preparam, não motivam, são substituiveis. Os melhores professores que tive, estranhamente, traziam fotocópias de material deles, que consideravem melhor que os manuais.

    Não tenho filhos mas talvés um dia venha a ter e não me reconheço no papel do pai excelente na medida daquele que compra o material (livros) para os filhos. Não quero que os meus filhos andem carregados com livros e venham a ter os mesmos problemas que eu. Também não quero que sejam educados por pessoas que cabulam. Não quero que sejam números. E correndo o risco de me despressar, nos estados unidos os pais podem educar os filhos em casa. Eu pergunto-me porque deixarei os meus filhos numa instituição de bulling, sem medidas para o combate desta terrivel forma de conviver, numa instituição que aliena e pouco entusiasta. Sou a favor da escola publica mas a escola publica que defendo é muito diferente da atual. A primera luta é combater os manuais pondo os professores a fazer o seu trabalho liberando-os de tarefas que não são suas. O Dr. Paulo de Morais está a ser vitima da Porto Editora e eu pergunto-me se só temos o Dr. Paulo a lutar por todos, com quem podemos contar se ele desistir da luta? Não à mais ninguém a pensar no ensino.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s