A revolução previne a revolta

“(…) O conservador vive sentado no presente, sem desejo nem memória; e morre de coice de pulga, nem uma cavalgada arriscou.
O revolucionário, com a ideia fracturante, abre novo caminho; e assim evita a degradação pela monotonia e a violência nascida do desespero. A revolução previne a revolta.
Uma sociedade livre, solidária, amável e amante é o que esperançamos. A impavidez quando banhados pelo luar de Janeiro, a paixão ao dobrar da esquina.
Sem medo, com entusiasmo. Abençoados sejam os que ousam! “

In “ Do Medo à Esperança”, de Raquel Varela e António Coimbra de Matos, página 181.

2016962027_raque

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s