Para o bem de todos nós

A Thomson Reuters, uma empresa de gestão de trabalho gratuito dos investigadores universitários – a famosa Web of Science – que vive dos artigos realizados por investigação paga pelas Universidades Públicas, e fundos públicos, na sua maioria, de pareceres gratuitos que fazemos, dos direitos que cedemos gratuitamente, e cujos artigos aí publicados são a parte mais importante da nossa avaliação, segundo os concursos que realizamos para os nossos Estados, Ministérios da Ciência, e UE; a mesma TR que acabou de ser vendida a uma empresa financeira enviou-me hoje um email a dizer que “detectaram interferências não seguras no nosso Research ID” e que estão “a fazer tudo para nos proteger”. Oh dear! Eu também já tinha detectado confesso. Quando depois de entregar um artigo gratuitamente recebo um email da TR a perguntar se quero pagar 3 mil dólares para ele estar em acesso livre….Estão convencidos que além de politicamente desorganizados e doentiamente individualistas somos ingénuos e não detectámos a verdadeira interferência perigosa no nosso trabalho de investigação científica, a própria TR, que aliás acabou de vender a propriedade intelectual (nossa!, como o Carvalhal), ou seja, o centro da empresa, por 3,5 mil milhões de euros à Onex and Baring Asia, parte da Onex Corporation, que eu nem sei o que seja, se agora os meus artigos estão na mão de uma empresa produtora de parafusos, crédito subprime sub tropical ou desmantelamento de navios por crianças no subcontinente indiano. Só consegui perceber, pela famosa Wikipédia, que uma das áreas de trabalho da ONEX, com sede no Canadá, é desmantelar empresas grandes de produção em pequenas empresas de prestação de serviços, terceirização, desemprego, quebra da segurança social. Também trabalham, perdão, investem queria eu dizer, na área da segurança, protegendo-nos dos terroristas, investem no negócio da saúde e ainda nos leasings de aviões – eis para onde está a ir, também, o produto/valor gerado pelo meu trabalho: para a quebra da segurança social e quem sabe, amigos, para comprar os 50 aviões da TAP com dívida garantida pelo Estado e mais um aparelho de TAC para um hospital que depois não tem um técnico para trabalhar nele porque, já se sabe, há funcionários a mais. Para o bem de todos nós.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s