“A alegria da pobreza”

Se o objectivo é contribuir – sem demagogias – para a saúde dos portugueses ponha o Governo fim ao IVA nas frutas e vegetais, carne e peixe. São bens de consumo de primeira necessidade não devem ser taxados com impostos regressivos e dupla tributação ( já pagamos impostos no seu transporte por exemplo ). Se é para pagar o Banif e o Vale de Lobo da CGD taxe-se o açúcar e o sal. Há que pagar as gorduras do Estado tornando elegantes os portugueses. E depois, sem arroz doce à mesa, cantamos todos juntos, com Amália: “A alegria da pobreza está nesta grande riqueza de dar, e ficar contente.”

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s