Loucos e Política

Raquel Varela: «Que Hitler tomava anfetaminas (como foi noticiado sem mais) não explica nada – provavelmente todos os chefes de Estado do mundo tomam alguma coisa, nem que seja café em doses massivas. Fora as drogas legais medicamentosas, que estão generalizadas a 20 a 30% da população. O café aliás foi massificado nos EUA -e ganhou ao chá – durante a guerra civil norte-americana; como hoje a investigação de ponta das drogas do cérebro é feita nos soldados norte-americanos. Que Hitler era doido…enfim, eu pessoalmente quase basta-me olhar para os jeitos e o olhar do tipo para ser convencida, como se diz no Brasil «maluco de pedra». Mas o nazismo, que chamou um louco para esse processo limite de destruição de riqueza para procurar a revalorização das taxas de lucro, é a resposta racional de uma classe social em colapso – a burguesia industrial financeira alemã – à crise de 29, e à ameaça da revolução alemã. É obra de um sistema racional de acumulação, humano, e não de um psicótico animal. É obra da economia mais avançada e não da mais atrasada. O pior que nos pode acontecer é tratar este caso social como um caso clínico.

No programa último apaga a luz, na RTP 3, fazemos a crítica dos media, às sextas – com repetição ao sábado.

http://www.rtp.pt/play/p2046/e252830/o-ultimo-apaga-a-luz

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s