Servidão (in) voluntária

Ninguém conseguirá dizer o que mais contribui para uma sociedade machista, se um bronco dizer a uma mulher que passa na rua “comia-te toda”, se essa mulher chegar a casa e arrumar o quarto do filho de 10, 12, 18, 20 anos, fazer-lhe o jantar, lavar-lhe a loiça, levar-lhe fruta ao sofá, porque «de outra forma ele não come» e, finalmente, agradecida pelo amor incondicional que este lhe dá, dar-lhe um beijo de «boa noite meu amor».

Advertisements

2 thoughts on “Servidão (in) voluntária

  1. Parabéns pelo vosso livro Medo e Esperança. Gostei do formato. Venha outro. Talvez com alguém da inteligência artificial / .. / robitica para alguma reflexão acerca de como será a sociedade que estamos a germinar AGORA.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s