Do Medo à Esperança

«Diz-me como trabalhas, dir-te-ei que doenças tens», concluem. No diván da história pessoal e da história da humanidade, duas pessoas marcadas pela inquietação intelectual, avessas a fins de história e apocalipses — e a alegria — contagiantes, procuraram no passado respostas para o futuro,: «Para vencer o medo é preciso criar uma ação coletiva de maior solidariedade ativa», diz Raquel. E explica-se: «não se combate o medo gritando às pessoas «sê corajoso!», mas criando situações de ação que lhes permitam vencer o medo. Vamos ser solidários só quando criarmos redes de solidariedade. Não somos solidários porque dizemos todos os dias que somos solidários, mas porque atuamos como tal.» António concorda: «as pessoas não têm tanto medo de mudar, esse medo é incutido do exterior, pelos partidos, pelos grandes empresários. A população tem de mentalizar-se de que tem que participar mais. O futuro constrói-se, mas temos de ser nós a construí-lo.» E mais à frente remata: «Mais iniciativa é do que este país precisa; sofre de inibição da ação, tal como o doente mental.»
Do medo passam ao amor: «Para Platão, o Homem é o brinquedo de Deus. Para nós, não é o brinquedo de ninguém, nem faz de ninguém seu brinquedo».
A conversa saltita: a família, a educação, o Estado social, os sindicatos e os partidos, o poder do Estado e o estado do poder, o bem e o mal, o sexo, o amor e o ódio… Mas o sentimento dominante é que o medo e a paralisia são derrotáveis, a ação e a construção de novos relacionamentos e afectos são portadores da cor da esperança. «A revolução é o remédio para a violência, a cooperação, o tratamento da depressão.»

Convite Do Medo a Esperanca

Advertisements

3 thoughts on “Do Medo à Esperança

  1. Pingback: Do Medo à Esperança | Artigos Científicos e Acadêmicos

  2. Um livro delicioso! Que todos os médicos deveriam ler entre consultas. Enquanto acompanho meu pai com Alzheimer, leio-o dando-lhe a mão, entre beijos e sorrisos. O amor não se paga mas retribui-se.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s