Formação cívica

Está um trabalhador de uma empresa privada de combate a fogos- se entendi bem – entre a vida e a morte. À TV outra pessoa que estava com ele, entrevistada, explica que ficaram cercados pelo fogo. Situação normal para quem percebe de fogos: quando se está a olhar de frente para um fogo a mandar-lhe água é normal e comum que as fagulhas a arder com o vento passem por cima e comece a arder atrás – assim ficam pessoas, e às vezes bombeiros, cercados. Por isso é preciso ter formação para combater fogos, saber de ventos, terrenos, por isso um bombeiro com formação urbana não é o mesmo que um com formação florestal, etc. etc. Apagar fogos, como tudo na vida, exige pensar antes de executar, saber, não é segurar uma mangueira, fazem-se aceiros, contra-fogos e muito mais que não sei porque não os apago – desconhece-se aliás também qual a formação dos bombeiros, quem a garante e quem protege estes heróis, quando o quadro parece ser dominado pelos corpos voluntários ou semi-profissionais. Agora a pergunta que se impõe: tinha este trabalhador formação/autorização para a empresa o colocar a combater fogos? Qual é a moldura legal que permite a uma empresa privada contratar pessoas para combater fogos, e em que condições podem trabalhar? Acidentes existem mas a maioria dos acidentes de trabalho, provam os estudos, são negligência, não são acidentes – temos hoje instrumentos teóricos e materiais para os evitar. Acrescento outra nota: existem nas escolas umas disciplinas esotéricas chamadas de «educação cívica», como tenho filhos acompanho, com pena de professores e alunos, o programa inútil que aí se dá (o item mais importante é o famoso aquecimento global e o consequente Apocalipse da terra, o respeito pelos animais e as árvores – já 3 a bater em 1 passa ao lado do famoso programa cívico, aliás sobre relações humanas zero…). Volto ao tema: nunca percebi porque o essencial da sobrevivência: sobrevivência no mar, no rio, nas montanhas; primeiros-socorros e controlo básico de situações perigosas; cozinhar, martelar, mudar lâmpadas, coser botões, mudar pneus, não é aí ensinado.

Advertisements

One thought on “Formação cívica

  1. Concordo consigo. Não percebo porque não se ensinam coisa úteis para o dia a dia do cidadão.
    Dizem que há interesses em jogo na saga anual dos incêndios…

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s