“Patriotismo”

Vai por aqui uma onda de xenofobia contra os franceses a que – como é de nós para eles – chama-se “orgulho nacional” e “patriotismo”. Eu não gosto de futebol mas não é por razões políticas. Gosto de montanhismo e vinho branco, não gosto de whisky e música barroca. O futebol está longe de ser um fenómeno de alienação social, pelo contrário. É um gigante negócio – cuja origem do dinheiro que move é desconhecida… – que, por ser gigante, foi massificado, unindo as pessoas com uma linguagem e interesse comuns. O trabalho é um espaço de solidão e alienação, o desemprego ainda mais, o futebol é das raras coisas que hoje une a sociedade: por região e país. O problema não é que o futebol une multidões, o problema é que só o futebol o faz. Agora não se transforme esta alegria num grito colonial bacoco de negros do sul contra brancos do norte. As sanções que reforçam o pagamento da dívida – que só pode ser feito esvaindo o país como aconteceu outrora com as colónias – é que são uma joelhada mortal e, quer gostem quer não, não foram os trabalhadores portugueses mas os trabalhadores franceses quem lutou para ganhar esse campeonato, contra o pacote laboral do PS francês. Deles tenho também orgulho e admiração. Parabéns aos jogadores portugueses e seu treinador – claro que merecem. Chegar assim tão longe e ter trabalhado tanto para isso é muito bonito. Mas é escusado manchar a vitória com tanta xenofobia portuguesa contra os franceses.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s