Educação e Humanização

O que faz os homens homens é a educação. Pela educação, familiar; e educação depois sistematizada, escolar, tornamos-nos humanos. A educação pública, universal e gratuita assenta no princípio da igualdade de recursos, oportunidades, acesso e bem-estar entre todas as pessoas. É um bem comum de humanização dos homens, não se deve pagar ou vender, não é uma mercadoria.
A suposta ‘liberdade de escolha’ entre escola pública e privada não pode portanto sustentar-se economicamente no orçamento público, ou seja, nos salários indiretos (Estado Social) das pessoas que trabalham. Os Contratos de Associação são, por isso, uma antinomia.
Trata-se de um pressuposto da cultura democrática da era moderna. A igualdade não pressupõe uniformidade, monolitismo. Na verdade só entre iguais é possível a diferença. A diferença entre desiguais só pode receber o nome de hierarquia.
O processo civilizatório é de crescente satisfação de necessidades humanas dos mais diferentes tipos.
Intervenção na Tribuna em Defesa da Escola Pública realizada em Lisboa no dia 3 de junho de 2016

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s