Das palavras do amor

Quem não fala bem até ama menos. Uma provocação que fiz no programa sobre o maior problema da língua portuguesa: o empobrecimento científico e mesmo afectivo das pessoas pela crescente divisão do trabalho que empobrece o domínio da língua. O nosso maior problema não é o acordo ortográfico, mas a manutenção de um ensino cujo maior problema – realmente sério e generalizado – é a crescente falta de exigência. Para rapidamente haver entrada no mercado de trabalho dos petizes, mercado de trabalho dividido em tarefas simples, muitas embrutecedoras, mesmo nas profissões qualificadas. Faz pior história, pior matemática e ama pior quem não sabe o valor das palavras porque são elas que nos transportam para a humanidade e foram elas o primeiro impulso descobridor do mundo. No vídeo tento defender esta ideia, que adoraria debater entre nós: nem o mais grave problema do ensino são os colégios privados – que não deviam ser subsidiados, quem os quer paga, não vive à conta de impostos públicos –, nem o problema da língua é o acordo ortográfico. O problema, sério, é que o ensino é de má qualidade, em toda a cadeia – do básico ao superior – porque voltou-se não para o conhecimento mas para o mercado de trabalho, e o mercado de trabalho, como todos os mercados, sujeita-se à lógica da rotatividade dos investimentos, que hoje é de um ano, vá lá 18 meses, e isso é totalmente incompatível com o conhecimento. Fazer um bom aluno ou um bom professor leva 30 anos, se apostássemos nisso iríamos saber amar melhor, mas também iríamos mais tarde recuperar em grandes profissionais e muito mais riqueza para o País tudo o que o tempo e o investimento sério neles permitiram.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s