O PIB cresce, isso é bom?

O PIB cresce, isso diz muito? Se perguntarem a alguém como tem passado aquela criança, e ela for obeso, brincar pouco (menos de 4 a 6 horas por dia pelo menos numa criança saudável!), incapaz de se concentrar e acalmar, e vocês responderem, como é tão comum, “está a crescer”, a resposta não é uma mentira, ele cresce, mas não diz muito sobre como está ele a crescer. Estar obeso não lhe faz nada bem com toda a certeza, como podia estar bem de peso e continuar com problemas sérios de falta de brincar ou concentração. Com o PIB passa-se o mesmo. Todos os dias abrimos as páginas dos jornais e há notícias sobre o PIB. O PIB cresce, é bom! Será? Bom, à partida devo dizer que as teses do “decrescimento” são absurdas, como são as do rendimento básico universal – voltarei ao tema, ambos os temas. O que está em causa não é viver sem trabalhar ou ter rendimento sem trabalho, é dividir por todos o trabalho como bem social. Não trabalhar significa que alguém está a trabalhar por nós, pobre ou rico. Passa-se que o desemprego na esmagadora maioria dos casos dos pobres/trabalhadores, mas há excepções, é involuntário. E necessário à manutenção da chamada “queda do custo unitário do trabalho”, isto é, subida geral “da taxa média de lucro”, vulgo “competetividade”. Mas produzir precisamos todos e muito. E devemos dividir esse esforço por todos. Produzimos mas Quem, Como, Para vender o quê, A quem? é que são as perguntas. Ora os jornais dão o crescimento do PIB como algo bom por si, auto-explicativo. Não é, necessariamente. E não é no nosso caso. Dou-vos outro exemplo, se eu vender o meu frigorífico a minha conta bancária vai crescer – mas eu não tenho onde guardar alimentos e vou gastar uma brutalidade de energia – tempo – no futuro a fazer comida. É o mesmo que se passa quando emigram do país trabalhadores, quando há desemprego, há paragem da produção, mesmo que o PIB cresça. Tentou aqui explicar isto num curto debate no nosso programa Último Apaga a Luz.

Último Apaga a Luz. RTP 3 sextas às 23 horas, e RTP 1 sexta para sábado à 1 e 30 da manhã.

Advertisements

One thought on “O PIB cresce, isso é bom?

  1. “Não trabalhar significa que alguém está a trabalhar por nós..”

    ” Mas produzir precisamos todos e muito. E devemos dividir esse esforço por todos”

    Apesar do rigor das suas palavras há uma lógica de culpabilização subjacente à forma como colocou a questão, o desemprego é uma opção daqueles que trabalham e não o contrário. Os que têm nas mãos os meios de produção são os que viabilizam as sociedades que conhecemos, e não é só, ao contrário do que possa parecer os trabalhadores têm respostas objectivas, mesmo que primitivas, para as suas as incontornáveis perguntas(porquê? para quê?e para quem?), o facto da solidariedade não ser entendida como sentimento de justiça não é um pormenor, diria até que é o centro da questão, a apaziguadora diminuição do outro é sempre um interessante retrato de nós próprios.

    A Raquel neste ultimo programa falou com absoluta normalidade de vencimentos de mais de dez vezes o ordenado mínimo, esta é outra conversa que temos de ter…

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s