Salvar o SNS

Mercado da saúde são palavras que devia ser impossível pronunciar juntas – mercado e saúde. Porque a saúde, nas sociedades estáveis e equilibradas, não se vende nem se compra. Tem outros verbos: presta-se, cuida-se, garante-se, dá-se, recebe-se, sustenta-se. Não é, nem pode ser, um espaço de negócio.

Quando um Governo, qualquer que seja, diz que vai aumentar algo, perguntem sempre «o quê, quem, para quem, onde?». Há, por exemplo, duas formas de dar médicos de família: apagando os doentes ou aumentando o número de profissionais e meios na área da saúde; há duas formas de diminuir listas de espera – apetrechar o SNS ou privatizá-lo. Pode-se destruir um Serviço Nacional de Saúde em 6 meses, mas nenhum leva menos de 15 anos a ser erguido. Ele devia ser abraçado por todos nós.

Advertisements

One thought on “Salvar o SNS

  1. Pingback: Salvar o SNS | Artigos Científicos e Acadêmicos

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s