De Pé, Fumadores!

A quantidade de pessoas que se regozija com o aumento dos impostos sobre o tabaco num país onde os rendimentos do capital correspondem a metade do PIB mas pagam 25% de impostos é espantosa. É a pedagogia que mistura os puristas fanáticos, os ecologistas patetas e a facilidade – cobarde – com que o Governo toca no bolso dos assalariados deixando incólumes os rendimentos de capitais. Ainda teremos um imposto verde contra o prazer de beber vinho, taxação sobre os que dormem mais de 8 horas por dia, uma taxa de passeio à beira-mar e um imposto solidário entregue pelos que vão dançar para os pobres que não saem de casa. Não sou fumadora e trabalho há muitos anos 12 horas por dia e mais várias horas de trabalho voluntário em instituições sociais. Mas esta cultura de pobrezinhos, fechados em casa a comer comida saudável, que passeiam o cão às 8 da manhã, e temem o aquecimento global é uma autêntica amostra do país de Salazar – tapava-se com uma mantinha para não gastar electricidade enquanto 60% do salário dos mineiros Moçambicanos, trabalhadores forçados, até 1974 de facto, era capturado e vinha quase directo para o bolso dos grupos económicos protegidos pelo Estado – uns pelintras mercenários sem rei nem roque que no século XIX saquearam bens públicos e que à sombra de uma ditadura de 48 anos se tornaram em «respeitáveis empresários». Fumadores, de pé!

Advertisements

4 thoughts on “De Pé, Fumadores!

  1. Muito bem ! Os fumadores, nos quais me incluo, mesmo que um dia deixe o tabaco, têm de se revelar, em grupo, demonstrando a sua insatisfação !

  2. Raquel, se por esse aumento evitar que um miúdo(a) compre o cigarrito, eu digo sim. Sabe com certeza que a maioria dos fumadora começa na fumar na sua adolescência ou um pouco antes até.
    Concordo em certa parte com o que escreveu, é mais perigoso atestar alguém incompetente a conduzir ( pode matar-se o próprio(a) e ou outros, do que deixar andar à solta um bando de fumadores.
    Pergunta….porque é tão fácil sobretaxar os tabaco? Porque sobe sempre consistentemente e bastante o preço do tabaco e o número de fumadores não diminui? Eu acho que é porque é uma droga brutalmente adictiva, e se tal o é, não seria melhor proíbir a venda?
    Ninguém o faz porque haveria uma revolta concerteza, já que uma larga percentagem dos sete mil milhões que existimos são tóxicodendentes ( na nicotina).
    Fui fumador e já não o sou, entretanto tive o privilégio de passar uma temporada no IPO como doente e vi, ali, na pré-morte, na dolorosa exposição de terror de mutilados pelo tabaco….( 50% pelo menos) na codição de quase substracto que se puder algum, um que seja, daqueles desgraçados condenado ( outro não mas com um tortuoso caminho pela frente ) à morte, se salvar….então desculpe…..por mim podem duplicar o preço do maço.
    Abraço
    Delfim Batista

  3. Todos estes aumentos, como muito bem refere, deixam intactos os rendimentos que pagam 25% ou “fogem daqui” – os cidadãos, esses, bem podem ser explorados, pois dificilmente “fogem” (que rica teoria fiscal!!!). Para aqueles que nunca pagam acima de 25%*, a duplicação ou triplicação do preço de um maço de cigarros (ou de 1kg de fiambre) será irrelevante…
    Esta ideologia miserabilista entrou em vigor desde que mexeram no IVA: basta referir a electricidade, que passou a ser considerada produto de luxo (taxa máxima!!!); de resto, pobre tem direito a comer sandes de pão com hortaliça…

    * A respeito dos escalões de IRS, atente-se que só os rendimentos inferiores a 7000 euros anuais pagam menos de 25% de imposto… de 7000 a 20 000 euros, a taxa de IRS é 28.5% (e o capital paga 25%)… para bom entendedor…

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s