Saúde no Trabalho

Doentes, cada vez mais doentes. Serão hoje apresentados resultados de um estudo que coordenamos entre na UNL e o Sindicato do Estivadores sobre saúde dos portuários, no caso dos estivadores do porto de Lisboa, Setúbal e Sines. Há dados surpreendentes como um aumento exponencial das variáveis de adoecimento, acidentes e sofrimento no trabalho. Será às 16 horas na sala 006 ID da FCSH. O estudo foi realizado no Grupo de História Global do Trabalho, por mim coordenado, e realizado pela Dra Fátima Queiróz, professora e investigadora. A apresentação é aberta ao público e à comunicação social.
Estamos a fazer para outras categorias de trabalhadores estudos semelhantes mas era necessário estender este tipo de estudo – sofrimento no trabalho, doença – a muitas categorias em Portugal, e não só no sector industrial mas no sector qualificado dos serviços e no Estado para se compreender a dimensão social das medidas de intensificação e controlo do trabalho – como, argumentarei logo no debate, com perdas significativas na capacidade produtiva.
Fica o convite

Seminário Fátima

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s