Sobre o miserabilismo

Num país que apresenta reposição do salário e pensões de alguns euros como uma grande vitória existem uns tipos que lutam por manter um salário que lhes permite ir de férias, lazer, beber um bom vinho, oferecer uma prenda aos filhos e não precisar de subsídios de renda, auxílio na taxa moderadora, bolsa de estudo para os filhos, cantina social, rendimento minimíssimo, em suma, viver do trabalho e não da assistência – discricionária – social. Não são eles que estão errados, apesar de estarem sós. São os outros todos, a maioria, os dos 5 euros de aumento e 10 euros a menos de corte nas pensões que perderam a noção dos seus direitos e do valor do seu trabalho.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s