Não há dinheiro nos offshores

Não há dinheiro nos offshores – ele circula mas não estaciona aí. Os offshores têm sido usados como na lenda da raposa que não chegava às uvas «Estão verdes; não prestam: nem os cães as podem tragar». Ou na ideia errada do «capital sem rosto» repetida pelos sectores keynesianos. O “dinheiro” em fuga aos impostos é investido em propriedades ou títulos de empresas com os pés no chão, no território. Ou seja, pode fazer o caminho de fuga aos impostos daqui para o Luxemburgo e de lá para cá de volta, investido por exemplo em títulos de dívida pública ou numa empresa privatizada, na verdade ele circula virtualmente mas depois só se pode acumular na produção real, ou seja, no trabalho como produtor de valor.
Excerto do Programa O Último Apaga a Luz, sexta às 23 horas na RTP 3.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s