Toda a educação para todos

A duas mais importantes conquistas sociais da revolução dos cravos na educação foram a gestão democrática das escolas e o ensino unificado, que correspondia genericamente aquilo que Marx designava como a politecnia, um ensino em que todos até uma determinada idade têm acesso a um conhecimento que inclui trabalho intelectual, manual, artístico, etc. que permite fazer do homem homem e não simples e só força de trabalho executora de uma tarefa numa cada vez maior divisão do trabalho. Isto processou-se dentro e fora das escolas, no ensino oficial e em bairros de barracas, onde a luta pela casa não impediu, pelo contrário, motivou, a luta pelo direito ao teatro, por exemplo. Se época houve em Portugal onde «nada de humano foi estanho aos humanos» foi em 1974-1975. Sobre isto falarei no NIEP-Marx na Universidade Federal Fluminense no dia 26 de Outubro.
A quem estiver por perto são bem vindos

Imagem10

Advertisements

3 thoughts on “Toda a educação para todos

  1. Pingback: Toda a educação para todos | Museu AfroDigital – Estação Portugal

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s