Pela Nossa Saúde Pública

Hoje está no DN que a Arábia Saudita contrata médicos por 12 mil euros e nós pensamos assim, “não há como concorrer”, lá vão eles. Nós não precisamos de pagar 12 mil euros a um médico porque salário também é vida, a ponderação de imigrar não é só a folha de pagamento, é a família, são anos de relações sociais, afectos, amores que se perdem; viver numa ditadura, onde se apedrejam escritores e mulheres apaixonadas, reduz logo os 12 mil para um valor real de 7 mil. 5 mil euros de salário são perdidos só na tristeza de viver num dos regimes políticos mais detestáveis do mundo. O que nós não podemos é pagar 1300 euros como ganham muitos dos nossos médicos. É indecente. As contas devem ser feitas, um especialista não pode ganhar 3000 euros liquidos, tem que ganhar mais. Sob pena de ele concluir que até na Arábia Saudita se está melhor. Mas não é preciso aterrorizar as contas públicas. Há dinheiro em Portugal para pagar bem aos nossos médicos, o histerismo não ajuda a fazer contas. O terror das nossas contas públicas é a dívida, que não é para ser paga nem por médicos nem por nós, porque não é pública.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s