Vontade Política

C-54landingattemplehof

A Alemanha diz que vai receber refugiados mas até agora a UE e a Alemanha tem enviado soldados, barcos de guerra e patrulhas para as fronteiras. Sem a pressão social das populações europeias Merkel vai dizer na TV que quer refugiados e nas reuniões de emergência decidirá pelo envio de soldados. A maioria dos refugiados continuam nas ilhas gregas, sem meios de ajuda, e na Hungria, escorraçados pelo exército, com a conivência de facto da UE; e a esmagadora maioria, porém, 4 milhões, estão nos países limítrofes da Síria, Libano, etc. Munique comunica que não tem capacidade para receber mais refugiados, recebeu ontem 13 000. Em 1948 Estaline, perante a expansão americana (pela imposição do marco) na Alemanha decide avançar com um bloqueio a Berlim, ainda sob escombros, fome, necessidades básicas por garantir. De Junho de 48 a Maio de 49 foram realizados 280 mil voos pelos aliados que largaram na cidade mais de 2 milhões de toneladas de alimentos e carvão, numa das mais belas pontes aéreas da história, que garantiu a toda a cidade a sobrevivência. Chegou a aterrar um avião a cada 63 segundos, numa pista provisória contruída em tempo record por 19 mil berlinenses, sobretudo mulheres. Para as crianças do ar lançaram-se em lenços de pano, que faziam de pequenos pára-quedas, gomas de mascar e chocolates. E hoje não têm capacidade para receber mais refugiados? Não é de capacidade económica que falamos, de facto, mas de vontade política.refugi

Advertisements

One thought on “Vontade Política

  1. Bom dia Doutora Precisamos de olhar para as pessoas. Todas as pessoas. Refugiados, europeus, desempregados, humanidade e não para bancos e instituições. Precisamos de aceitar que o pleno emprego é, em si mesmo, um valor e rejeitar o instituído “desemprego natural” – cuja percentagem situa-se entre 15 e 25%, que ninguém está disposto a impedir. Não há soluções, logo não há tentativas? Talvez se esteja a investir no medo do desemprego a fim de controlar e reduzir reacções contra a “dividocracia” e contra a necessidade de termos líderes competentes para dirigirem as sociedades. Um abraço António

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s