“Vai trabalhar malandro!”

Ricardo Salgado está em prisão domiciliária. Junta-se assim a 1 milhão e meio de desempregados, que não roubaram ninguém, mas foram despedidos para Salgado “sair da crise”. Espíritos Santos em casa não fazem milagres – enquanto os activos não forem confiscados, e as dívidas continuarem a ser nacionalizadas, os desempregados vão continuar em prisão domiciliária, tendo milhares deles de se apresentar para termo de identidade, residência e humilhação de 15 em 15 dias no centro de (des)emprego. Não vão gratuitamente no carro da polícia como Salgado mas de transporte público, entretanto privatizado para “honrar as dívidas dos mercados”. Supomos que Salgado não será obrigado a frequentar um curso de “empreendedorismo”, “barman” ou “inglês”- são os cursos que o IEPF, sempre a cuidar de um futuro sólido, costuma oferecer a trabalhadores despedidos aos 50 anos de idade. A realidade neste país é sempre mais dinâmica do que a imaginação. Se tivéssemos um Fellini a esta hora já havia uma comédia em cena com uma visão moderna do operário escanzelado – porventura hoje com sobrepeso e angustiantemente deprimido – em cima de uma árvore em frente da casa de Salgado gritando compulsivamente, em desespero, não o clássico “Voglio una Donna!”, mas um rouco “Vai trabalhar malandro!”.

 

Advertisements

One thought on ““Vai trabalhar malandro!”

  1. Ele até pode argumentar que sempre trabalhou muito. Pode é ir roubar para outro lado, uma vez que, pelo andar da carruagem, não tarda nada vai ser considerado não culpado. Logo veremos.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s