Pôr fim ao medo

As pessoas têm medo e têm razão para ter medo porque não têm uma rede social, as famílias estão exaustas e o desemprego e a precariedade grassam. Pôr fim ao medo não se faz chamando cobardes a todo um povo, ainda por cima ao povo que fez a última revolução da Europa, em 74-75. Pôr fim ao medo faz-se construindo organizações politicas e sociais alternativas, que dêem força e protecção às pessoas, para que elas sintam que podem lutar, protegidas. O desafio é transformar a desesperança individual depressiva em força colectiva civilizacional.
Aqui a minha intervenção no Congresso da Cidadania, na Fundação Gulbenkian.

Advertisements

2 thoughts on “Pôr fim ao medo

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s