A Verdade é Saudável

Acabo de ouvir Passos Coelho no Parlamento dizer que, «pese embora as dificuldades no SNS aumentámos as transferências, há mais médicos, mais camas, mais actos praticados». Não é sério nem para levar a sério. Aumentaram as transferências para o SNS mas deste saiu mais dinheiro para os hospitais privados, atinge já hoje 40% do financiamento directo destes hospitais; o número de médicos formados com alta qualificação mais velhos tem abandonado o SNS e têm sido substituídos por médicos mais jovens, com menos experiência, que ganham menos, a desmoralização destes profissionais de saúde é óbvia e a prova disso é a demissão em massa de norte a sul do país das direcções clínicas dos hospitais que se demitem, sem excepção, alegando não ter meios para tratar os doentes; o número de consultas aumentou porque diminui o tempo que cada médico está com o seu doente. Passos Coelho é o responsável de um SNS onde há 2 semanas um doente para ser tratado humilhou-se me frente das câmaras de TV e, recordo-o, ameaçou o ministro de saúde em directo na TV. Hoje, a presidente da Associação Portuguesa dos Administradores Hospitalares (APAH) disse “esperar que a demissão de directores nos hospitais não se transforme numa nova forma de gestão hospitalar”. Numa metáfora, Passos Coelho é o primeiro-ministro de um país que considera um sucesso resolver as avarias de um carro mandando o carro por um precipício abaixo.
Aqui o quadro verdadeiro do número de consultas/médicos (Quem Paga o Estado Social em Portugal? coord. Varela, Raquel, Lisboa, Bertrand).

Imagem10

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s