Draghi no leito da morte

Há hoje muita gente a celebrar um funeral. A impressão de dinheiro pelo BCE não quer dizer nada a não ser mais austeridade – dinheiro não faz dinheiro nem evita a queda da taxa média de lucro, deflação nos preços de produção. A impressão de dinheiro nos EUA em 2008 – quantitative easing – teve efeitos porque os EUA têm a maior produtividade do mundo, os chineses a produzir a preço de ditadura do PC Chinês e tijela de arroz, e, sobretudo, e acima de tudo, porque o salário médio nos EUA sofreu uma queda histórica de 25% desde 2008 e foi essa queda, o salário, o único valor real, que pagou a impressão desse dinheiro. Ou seja, a salvação do capitalismo norte-americano, e por arrasto do comércio mundial, foi feita a partir do segundo semestre de 2009 com uma queda abrupta no salário, dada pelo aumento do desemprego, desde logo. Quem imprime dinheiro imprime papel, que não vale nada a não ser que se reduza o custo unitário do trabalho para garantir esse papel impresso.

Hoje quando vejo, à esquerda e à direita, celebrarem esta medida, falando de coisas sem qualquer veracidade económica, penso numa metáfora caseira. Tenho flores nas varandas que a minha mãe – engenheira genética florestal, um papa no tema portanto – me diz que estão mal, sol a mais, sol a menos, água a mais, água a menos, nutrientes, o que é certo é que elas só estão mesmo bonitas quando vou de férias e são cuidadas…pela minha mãe. Um dia destes vinguei-me, cheguei a casa e vi o Hibiscus resplandecente de flores e liguei-lhe, afinal “também eu sabia cuidar das flores!”. Ela respondeu-me: “Está a morrer, as plantas quando estão a morrer desatam a reproduzir-se”. Dragui imprime dinheiro para evitar um 1929 – que já está aqui, e sabemo-lo exactamente porque ele…está a imprimir dinheiro. E dinheiro não é valor. O nosso desafio hoje não é salvar o capitalismo europeu, morto. É salvar-nos da sua salvação, uma guerra 39-45. E sobretudo construir uma alternativa que não seja, como foram as do passado, como na URSS, um pesadelo. Era sobre isso, podemos ou não construir sociedades justas, iguais e livres, que devíamos estar todos juntos a pensar, dia e noite, e não a bater palmas ao Hibiscus a mostrar o seu brilho no leito da morte.

Advertisements

13 thoughts on “Draghi no leito da morte

  1. O que leva milhares de emigrantes a tentarem ultrapassar o Mediterraneo, sabendo que muitas Dessas Mesmas Pessoas ficaram pelo caminho ou até mesmo irem na corrente… Será Talvez o mesmo caminho que Dragui nos quer fazer valer a pena percorrer… As consequências, a água continua a entrar para dentro do bote..

  2. Parabéns (talvez não) pela clarividência !

    Continua-se a deitar gasolina na fogueira pois hoje já existe mais dinheiro (papel) no mundo do que todos os bens que seria possível alguém comprar.

    O que o BCE está a fazer não é mais do que ajudar a banca europeia a livrar-se de activos pouco rentáveis (ou que dão prejuízo) para investir em activos (supostamente) mais rentáveis noutras zonas do planeta nomeadamente na China / EUA

    O capitalismo desapareceu em 2008 a partir do momento em que se optou por distorcer o mercado salvando quem não poderia ser salvo porque fez maus negócios impulsionados sobretudo pela ganância dos seus gestores apoiados por informações falsas passadas de propósito aos accionistas e mercados que assim respaldavam essas politicas.

    Neste momento o que se vive é um Neo Comunismo em que uma elite imune aos erros que deliberadamente provoca consegue parasitar por completo a economia de países inteiros e apropriar-se por completo da riqueza produzida por quem ainda tem trabalho ou pequenos negócios (alguns não tão pequenos como isso) e através de rendas garantidas em sectores que são por natureza monopólios e onde não existe (nem é possível haver) concorrência.

    O que tem sido estabelecido é a existência de oligopólios em cada país não se promovendo nenhuma concorrência, o que distorce o mercado e penaliza fortemente o cidadão comum que não escolhe, apenas e só é obrigado a optar.

    Como decerto saberá melhor que eu o Estado Social foi a resposta do capitalismo ao comunismo Soviético, agora que essa ameaça não existe mais pode-se desmantelar tudo que ninguém fará nada….

  3. Há gente que lê muitos livros mas não consegue entender que lá está escrito … é o caso do articulista, que se julga muito esperto e não percebeu a atitude de Dragui, que na minha opinião é um dos poucos lideres Europeus independente, inteligente e defensor dos interesses da Europa. Felizmente não é Alemão … está a imprimir moeda pq o Euro está sobrevalorizado e impede a competitividade da maioria das economias Europeias … foi isso que fizeram os Americanos, que estão claramente a sair da crise !!!

  4. Como é possível (es)correr tanto verborreia sem sentido. As crises resultam exatamente disto, falta de sentido da realidade, frivolidade, improdutividade. Como podemos chegar a algum lado com estas amostras que, infelizmente, são generalizadas.

  5. Os pressupostos da sua análise e a forma como escreveu o nome do presidente do BCE estão errados! Aliás, a forma como escreveu o nome do presidente do BCE mostra o cuidado que tem com a pesquisa… o que é preocupante tratando-se a autora de uma investigadora paga pelos impostos dos portugueses!

    Tal como já disseram o que acontece com a impressão da moeda é baixar o valor do euro para que a zona euro possa vir a ser novamente competitiva. E não é fácil concluir que os salários ficarão mais baixos por causa dessa medida. O que acontecerá é tornar mais cara a importação de produtos para a zona euro (ainda bem que os sauditas estão a ajudar) e mais barata a exportação de produtos!

    Assim, aumentam-se as exportações e diminuem-se as importações. A correlação que fez com os salários é profundamente errada… e preocupante tendo em conta a sua função: após este texto cheio de não verdades e conclusões abusivas que valor poderá ser dado ao seu trabalho de investigação?

    É por estas e por outras que miúdos de 16 anos conseguem “calar” professores universitários em directo na TV.

    • De facto essa sua teoria até poderia estar certa, a lógica para isso aponta no imediato mas o que virá a seguir é que interessa e serão as consequências dessa politica de QE que tornarão a actual crise uma brincadeira de crianças pois os desiquilibrios entre as várias nações que fazem parte da zona euro manter-se-ão inalterados e ao mesmo tempo aumentaram continuando a beneficiar os mesmo de sempre em prejuízo dos do costume.

      Aliás os resultado do QE no Japão são sofríveis (a estagnação continua há mais de 10 anos), na Inglaterra têm tido tímidos resultados pois tem muitas relações comerciais com várias zonas geográficas e nos EUA, bem nos EUA, é empurrar o problema com a barriga, aliás foi nos EUA que começou esta crise económica e se estabeleceu o padrão de não deixar falir bancos ou outros, mais socialismo que isto não existe passando a factura aos pagadores de impostos.

      O sistema financeiro e bancário está a destruir a economia Mundial e o resto é pura conversa, a desregulamentação (do sector bancário) iniciada na década de 70 originou (entre outros factores) o caos actual que está a levar ao colapsar das sociedades em que a palavra de ordem que antes seria (solidariedade) passou agora a ser indiferença.

  6. Pingback: Draghi no leito da morte

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s